O que são as ONG?

As ONG não são mais nem menos do que organizações da sociedade civil,
não-governamentais e, por isso, independentes do estado e dos poderes
políticos - partidários. São, por isso, organizações sem fins lucrativos.

O que é a AMI?

A AMI - Assistência Médica Internacional - é uma organização não governamental portuguesa privada, independente e sem fins lucrativos.
Esta é uma organização humanitária inovadora em Portugal, destinada a intervir o mais rápido possível em situações de crise e emergência. Tenta também combater a fome, a pobreza, a exclusão social, o subdesenvolvimento, e as sequelas de guerra em qualquer parte do mundo.

História da AMI

A AMI foi fundada dia 5 de dezembro de 1984, pelo médico cirurgião urologista Fernando Nobre. A 1ª missão da AMI foi na Guiné-Bissau em 1987.
 Entre o ano de 1984 e 2014 a AMI já realizou missões um pouco por todo o mundo, já ajudou populações dos Estados Unidos, da África e de muitos outros continentes. A AMI tem centros um pouco por todo o mundo, bem como voluntários e socorristas.
 Esta foi uma das grandes ajudas no Haiti no pós-sismo em 2010, também o foi no Sudão prestando apoio sanitário e alimentar aos refugiados da região de Darfur no ano de 2007. No ano de 2010, 235 538 pessoas beneficiaram de microprojectos financiados por esta organização não governamental.

AMI no mundo

Países

  • Afeganistão
  • Angola
  • Argélia
  • Austrália
  • Azerbaijão
  • Bangladesh
  • Benin
  • Bolívia
  • Bósnia Herzegovina
  • Brasil
  • Burkina Faso
  • Burundi
  • Cabo Verde
  • Camarões
  • Chade
  • Chile
  • Costa do Marfim
  • China
  • Colômbia
  • Croácia
  • Cuba
  • El Salvador
  • Equador
  • Estados Unidos da América
  • Etiópia
  • Filipinas
  • Gana
  • Geórgia
  • Guiné-Bissau
  • Haiti
  • Honduras
  • Índia
  • Ilhas Fidji
  • Indonésia
  • Irão
  • Iraque
  • Jordana
  • Kosovo
  • Líbano
  • Libéria
  • Macedónia
  • Malásia
  • Mali
  • México
  • Moçambique
  • Myanmar
  • Nepal
  • Nicarágua
  • Palestina
  • Panamá
  • Paquistão
  • Perú
  • Quénia
  • República Árabe Saraui
  • República Centro Africana
  • República Democrática do Congo
  • República Popular Democrática da Coreia do Norte
  • Roménia
  • Ruanda
  • São Tomé e Príncipe
  • Senegal
  • Somália
  • Sri Lanka
  • Sudão
  • Timor Leste
  • Tailândia
  • Togo
  • Ucrânia
  • Uruguai
  • Venezuela
  • Zimbabué

Objetivo

O objetivo da AMI é pôr um fim às desigualdades e ao sofrimento no mundo. A AMI foca-se na assistência médica, ação social, no ambiente e em alertar consciências. A AMI pretende ajudar as pessoas e promover o desenvolvimento humano vendo toda a gente de maneira igual, ou seja, sem se preocupar com a raça, idade, género, nacionalidade, política, religião, filosofia ou posição social.

Intervenções da AMI

Há três tipos de intervenções:

  • Missões de Emergência, que se realizam após uma catástrofe natural (sismos, tsunamis, secas, furacões) ou humana (guerra). Tal como o nome indica, consiste numa ajuda imediata. Estes pretendem aliviar o sofrimento das vítimas, garantir a sua sobrevivência, proteger os seus direitos, defender a sua dignidade, prepará-las para enfrentar mais dificuldades e diminuir o processo de desestruturação socioeconómica da comunidade. As equipas que fazem parte destas missões são constituídas por médicos, enfermeiros, logísticos e coordenadores de projeto e de país.
  • Missões de Desenvolvimento, que servem para ajudar países onde existem desigualdades dentro dos mesmos e onde há dificuldades em auxiliar toda a população ao nível dos cuidados de saúde primários. As equipas que integram estas missões são constituídas por médicos, enfermeiros, nutricionistas, técnicos de desenvolvimento, coordenadores de projeto e de país.
  • Projetos em parceria com ONGs locais, que financiam e acompanham projetos feitos por organizações locais de países em desenvolvimento. Centram-se em áreas como a saúde, a educação, a alimentação, o rendimento, entre outras.

Missões atuais da AMI

As missões atuais da AMI centram-se nos seguintes países:

  • Angola
  • Bangladesh
  • Brasil
  • Burundi
  • Cabo Verde
  • Chade
  • Costa do Marfim
  • Colômbia
  • Equador
  • Gana
  • Guiné-Bissau
  • Haiti
  • Malásia
  • Moçambique
  • Nicarágua
  • Ruanda
  • São Tomé e Príncipe
  • Senegal
  • Sri Lanka
  • Uruguai
  • Zimbabué

Acção Social

AMI em Portugal

Este departamento tem como objectivo global promover e facilitar a inclusão e integração de grupos com dificuldades de inserção que geram pobreza persistente.
Usa vários projectos para conseguir este objectivo. Estes projectos são:
  • Os Centros Porta Amiga;
  • Os abrigos nocturnos;
  • As equipas de rua;
  • O apoio domiciliário;
  • Residência social na ilha de São Miguel.

Núcleos

Os núcleos da AMI servem para promover a prossecução da AMI de forma organizada e por locais/regiões. Alguns dos núcleos situam-se nos seguintes locais:
  • Beja;
  • Castelo Branco;
  • Bragança;
  • Évora;
  • Faro;
  • Funchal;
  • Loulé;
  • Portalegre.

Socorrismo

A AMI oferece formação em socorrismo e dispõe de uma equipa de socorristas que estão sempre dispostos a socorrer quem necessita de ajuda.

Comment Stream