Calvin Harris - 18 Months

Com a prévia de 13 músicas, o novo álbum parece algo diferente.

Meio esquecido, Calvin Harris tomou proporções mundiais ao participar do single de estreia do álbum Talk that Talk de Rihanna, e firmado com uma música simples mas até com uma mensagem de alcançar seus objetivos, que foi Feel So Close.

Mesmo perdendo forças, os lançamentos sucessores de We'll Be Coming Back se mostrou um pouco mais voltado ao público de música eletrônica, Let's Go para um público mais pop e Sweet Nothing para um público mais alternativo, com uma parceria inusitada com a Florence Welch.

Vale lembrar que tudo começou com uma música que DJ's do mundo todo adotaram em seus sets com Bounce, uma música realmente pra quem gosta de balada.

Mas como tudo tem dois lados, a música chata Mansion e a dubstep que estragou Iron, música até que lembra Daft Punk, parecem estar avulsas no álbum, sendo que agradam uma minoria, diferente das outras que são audíveis por todos os públicos, mesmo sendo focadas em tribos específicas.

Além das que não são single, I Need Your Love parece não ter mostrado os vocais de Ellie Goulding e Tinie Tempah parece até que se sentiu limitado, esquecendo seu passado mais rapper-pop.

Calvin Harris parece estar no mesmo dilema de David Guetta, onde ele não sabe se deve priorizar a indústria fonográfica ou suas raízes como um DJ com influências próprias e características.

Comment Stream