A gíria soldados Portuguêses na 1º Guerra Mundial:

A história

Neste trabalho vamos dar-vos a conhecer a giria da 1ª Guerra mundial, ou seja, algumas das expressões utilizadas por eles para substituir outras.

  • Arames, ir aos
          Ir concertar o arame farpado à terra de ninguem. Uma das Tarefas Mais detestadas               pelos soldados do Corpo Expedicionário Português, dada a perigosidade.
  • Arraite
          Ataque de Surpresa, possivelmente do Inglês invasão .
  • Avenida Afonso Costa

         Terra de Ninguém. Uma "simpatia" da soldadesca pará com o homem que chefiava o            governo e os pará enviou uma flandres.

  • Boche
          Alemão.
  • Bochelandia
         Território soluço o Domínio Alemão.
  • Botelha
        Granada de Artilharia em Tudo Semelhante uma garrafa UMA.
  • Cabra

        Mochila.

  • Balas

            Rebuçados de tirar a tosse.

  • Caga e foge
           O mesmo que bate e foge .
  • Caixão de Chumbo
           A farda de mescla cinzenta dos soldados do CEP.
  • Camone

          Inglês. De vamos lá .

  • Salsichas

          Também se pode chamar chouriças.

Terra de ninguém:

Terra de ninguém está entre o terreno das duas trincheiras.

"No terreno que não é de amigos nem de inimigos, e que fica entre a nossa primeira linha e a primeira linha alemã."

- Afonso do Paço

Também conhecida como Avenida Afonso Costa

(Politico que mais defendeu a entrada de Portugal na 1ª Guerra Mundial)

Com este trabalho ficamos a conhecer melhor a 1ª Guerra Mundial, e algumas das suas expressões, também demos a conhecer e conhecemos a terra de ninguém.

Bibliografia:

Comment Stream