Agricultura Biológica

Também conhecida como:

          - Agricultura Orgânica (Brasil e países de língua inglesa)

          - Agricultura Ecológica (Espanha e Dinamarca)

          - Agricultura Natural (Japão)

Surge para fazer face aos problemas causados pela agricultura moderna.

O que é a agricultura biológica?

      É o modo de produção que visa produzir alimentos e fibra têxteis, de elevada qualidade, saudáveis enquanto promove práticas sustentáveis e de impacto positivo no ecossistema agrícola.

                       Passa a valorizar-se a qualidade em vez da quantidade.

Este tipo de agricultura baseia-se em:

- processos naturais;

- tecnologia moderna não poluente, apoiada na investigação científica;

- não utilização de adubos ou pesticidas químicos, de forma a manter e melhorar:

  • o direito de escolha do consumidor;
  • a fertilidade dos solos e a biodiversidade;
  • o equilíbrio e a diversidade de ecossistema agrícola;
  • a qualidade ambiental;
  • a produção de alimentos de elevada qualidade;
  • a protecção da saúde humana.

Isto é conseguido através do uso de métodos preventivos e culturais (vedações; adubos verdes; compostagem; instalação de sebes vivas).

VANTAGENS

- alimentos mais benéficos para a saúde

- métodos de cultivo mais amigos do ambiente

- não são usados OGMA (organismos geneticamente modificados)

- alimentos mais saborosos

- métodos de produção que respeitam o bem-estar animal

AGRICULTURA BIOLÓGICA EM PORTUGAL

  - Em Portugal a região do país com maior área de agricultura biológica é o Alentejo, com 59% (do total da área do país); seguido da Beira Interior com 26%.

  - As regiões com menor área de agricultura biológica são a Madeira e os Açores.

   Na ocupação das explorações de agricultura biológica predominam as pastagens permanentes (com 69% da área, concentram-se no Alentejo e na Beira Interior, beneficiando das formas de explorações extensivas praticadas nessas regiões.

   A importância das pastagens deve-se ao facto da produção animal, em modo de produção biológica, exigir que os pastos se encontrem convertidos a este modo de produção.

- As culturas temporárias representam 13% e as culturas permanentes 17% do total de área deste modo de produção e localizam-se predominantemente no Alentejo e em Trás-os-Montes.

AGRICULTURA BIOLOGICA E O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

   A produção em Agricultura Biológica mostra-se cada vez mais uma oportunidade para a Agricultura Portuguesa. Pois, produz produtos diferenciados, que tem registado um aumento na procura por parte do consumidor, e porque este modo de produção utiliza métodos e práticas respeitadoras do ambiente, permitindo uma gestão sustentável do ambiente e da paisagem.

   Esta forma de fazer agricultura enquadra-se no espírito da atual política agrícola europeia que aponta no sentido de uma agricultura em harmonia com o ambiente e não como fonte desestabilizadora do equilíbrio natural dos ecossistemas.

Estas duas ideias fizeram com que a Agricultura Biológica fosse encarada como um dos instrumentos para um desenvolvimento rural sustentável.

Comment Stream