A imagem da coruja sempre remete à noite. Por ser um animal que dá as caras no escuro, sua atenção e vigília constantes precisam ser capazes de ir além das trevas. É tão atenciosa a ponto de só piscar um olho. Aliás, seus grandes olhos corroboram com a imagem da percepção apurada – a coruja veria o que os outros não veem, uma espécie de intuição capaz de ver além de todo fingimento e alcançar o “real”. Há até quem diga que o animal é portador do “terceiro olho’.

Muito por conta de ser aquela que conhece os segredos da noite, além de ser ela própria um segredo noturno, também simboliza a sabedoria, sendo muito associada ao conhecimento da filosofia. Outro aspecto relacionado ao espírito da coruja é como anunciador da mudança, mudança esta que comumente é vista como a morte literalmente, mas que pode ser metafórica, uma transição de vida mesmo.

A ave de Minerva

Comment Stream