O que são Sistemas Geográficos?

Alberto Vieira

–––––––––––––––––––

Sucedem-se ao longo do tempo, no Grupo Eubiose, diversas publicações que, direta ou indiretamente, falam em sistemas geográficos, Sistema Geográfico Sul Mineiro, do Roncador, de Itaparica, Diânis-Budas, Postos Representativos, etc. etc. O que são, afinal, sistemas geográficos na terminologia da Eubiose?

Afim de que os que nos distinguem com sua presença não se vejam tentados a replicar semelhantes termos ou conceitos de um modo automático, simplista ou religioso-confessional (e Eubiose não é religião, nunca é demais dizê-lo), gostaríamos de esclarecer, para o público em geral... que os sistemas geográficos são algo mais do que percursos turísticos ou devocionais. Na realidade, trata-se de percursos iniciáticos do mais alto valor, mas é necessário entender o que eles significam, para que o invisível se torne compreensível, e não uma coleção de capelinhas com seus santinhos no altar...

Com efeito, as pessoas que não passaram por uma Escola Iniciática ainda não perceberam muito bem que, entre o "Eterno" e o "Homem", não existe um vazio ou uma passagem imediata, mas sim algo como uma "solução de continuidade", da qual existe muito para falar... Aliás, é aí mesmo, nesse imenso espaço, que o mais interessante se passa e onde se encontram os mistérios pertinentes ao ser humano. Trata-se, portanto, de algo bem mais vasto e complexo do que se possa imaginar e é ao longo do estudo, da pesquisa, da descoberta - trabalho diário - que se poderá aquilatar o real valor de semelhante conceito.

Assim, entre o humano e o divino existe todo um universo de gradações, hierarquias, etapas, experiências. É algo dinâmico, que se metaboliza permanentemente e que, justamente, não permite a rotina, o imobilismo... ou não existiria evolução.

"Sistemas Geográficos" é um termo introduzido em nossa língua pelo Prof. Henrique José de Souza, conhecido por JHS e outras iniciáticas designações que não vêm agora ao caso. Assim, os sistemas geográficos constituem uma rede dinâmica, tanto geográfica como inter-dimensões ou planos de consciência que permite um metabolismo, à escala universal, ligado à construção do futuro, ou seja, dos marcos da evolução humana.

O que é futuro, na perspectiva da Eubiose de JHS? É estado de consciência, é vida-consciência. O que é passado? É vida-energia, é consciência já vivenciada, realizada, ultrapassada pela onda da evolução. Então, sistemas geográficos são marcos representativos da evolução presente, passada e futura, Justamente, como não existe futuro sem passado, é de notar, como explica nosso Mestre, que velhos sistemas geográficos e suas redes locais, embora percam, com o dinamismo do Tempo, suas funções de "puxar" a evolução, nunca ficam totalmente desativados, visto que são marcos do percurso da mônada humana através dos tempos, das civilizações.

Os sistemas geográficos estão, portanto, ligados à marcha das civilizações que nascem, atingem seu ápice e morrem, legando para as seguintes seus valores, suas aquisições, seus avanços, que sendo trabalhados de novo vão criando outros, e assim por diante. Os sistemas geográficos têm a ver, portanto, com o processo contínuo do despertar da mônada humana através de novas mentalidades, novas ideias, novas práticas, novas soluções existenciais. Eles exprimem, com efeito, a ligação permanente entre o mundo divino, o mundo supra-humano (mundos Jinas ou interiores) e o mundo humano, na forma de etapas evolucionais.

-----------

Link Grupo Eubiose (facebook):

http://bit.ly/11KYEih

Comment Stream